sábado, 31 de janeiro de 2015

Homem assalta ônibus em Sobradinho, leva celulares e R$ 52

Créditos: Ônibus Brasil/Liu Meneses
Um homem roubou passageiros e o caixa de um ônibus da empresa Piracicabana que seguia sentido Planaltina/Plano Piloto, por volta das 7h30 deste sábado (31/1). O crime aconteceu nas proximidades de uma parada da Vila Dnocs, em Sobradinho. O indivíduo levou R$ 52 em passagens, além de dinheiro das vítimas, celulares, carteiras e bolsas. Segundo a Polícia Civil, o prejuízo foi de R$ 500.

De acordo com o delegado-plantonista da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), Paulo Pereira, 12 passageiros que prestaram depoimento acreditam que o rapaz tenha menos de 18 anos. “Segundo as vítimas, ele aparentava ser usuário de droga e estava todo sujo. Elas também contaram que ouviram barulho de disparo de arma de fogo, mas agentes da delegacia não viram nenhuma marca de tiro no ônibus. Pode ser que a arma utilizada seja um simulacro”, detalhou.

Até as 15h50 nenhum suspeito havia sido preso ou apreendido. A 13ª DP investiga o roubo e ouve testemunhas para tentar identificar o criminoso.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Detran altera trânsito no Cruzeiro, no DF, no sábado para bloco de carnaval

Crédito da imagem: G1 DF
O Detran-DF fará alterações no trânsito do Cruzeiro Velho neste sábado (31). O objetivo é garantir a segurança dos foliões do bloco de pré-carnaval Suvaco da Asa, que desfila entre 9h e 20h.

O evento da agremiação acontece no comércio da quadra 10 da região. Durante o período de desfile, o tráfego de veículos na Avenida das Jaqueiras, nas proximidades da festa, será interrompido nos dois sentidos. O Detran recomenda o uso de vias internas do Cruzeiro Velho e da 4ª Avenida do Sudoeste como rotas alternativas.

Os veículos que estiverem na Avenida das Jaqueiras, em direção ao Eixo Monumental, serão desviados para as quadras internas do Sudoeste para acessar a 4ª Avenida logo à frente. Os carros que vierem do Setor Militar Urbano passarão pela alça de acesso para chegar ao Eixo Monumental.

A via entre as quadras 8 e 10 do Cruzeiro ficará com acesso livre à avenida, no trecho sem interdição, para facilitar o embarque de passageiros e não interferir nas rotas de ônibus.

Seis painéis eletrônicos serão instalados pelo Detran para orientar os condutores. Equipes do departamento darão apoio na sinalização e no controle de infrações. O órgão diz que vai atuar com 35 agentes de trânsito, 15 viaturas, dois guinchos, uma empilhadeira e um helicóptero.

Fonte: G1

Batida entre dois ônibus fere mulher e deixa parte do Monumental bloqueada

Crédito da imagem: Correio Braziliense
Uma colisão entre dois ônibus (da Viação Piracicabana) dificultou o trânsito e deixou um ferido no Eixo Monumental sentido Rodoviária do Plano Piloto por volta das 15h desta sexta-feira (30/1).

Segundo o Corpo de Bombeiros, um dos coletivos entrava no Eixo Monumental na altura do viaduto da W3 Sul e o outro descia a via na hora da batida. Ninguém ficou gravemente ferido. A corporação apenas transportou uma mulher que se queixava de dor nas costas ao Hospital de Base.

Apesar da falta de gravidade, duas faixas do Eixo Monumental continuavam bloqueadas por volta das 15h45, à espera da perícia.

Transporte no aeroporto avaliado de forma negativa

Crédito da imagem: G1 DF
Pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC) realizada com passageiros de 15 aeroportos do país, entre outubro e dezembro, avaliou o terminal de Brasília como o oitavo melhor do Brasil, com nota 4,03, em uma escala de 1 a 5. No levantamento anterior, o Distrito Federal ficou com a segunda posição, com nota 4,2. O aeroporto com melhor avaliação foi o de Viracopos, em Campinas, com nota 4,29.

O estudo é feito trimestralmente desde o início de 2013. Os usuários respondem a perguntas referentes a 48 quesitos, como tempo de espera em check-in, oferta de transporte público, restituição de bagagem, limpeza dos banheiros. Segundo a SAC, o número de confiança é de 95%, e a margem de erro é de 5%.

Brasília ficou em oitavo lugar por avaliações ruins nos itens “disponibilidade de tomadas” (2,67) e “transporte público” (2,48). Nos dois quesitos, o terminal da capital teve o pior conceito entre os passageiros. Os passageiros também deram notas baixas pelos valores praticados no comércio e em restaurantes e pelo preço do estacionamento.

Em contrapartida, o Aeroporto JK obteve a maior nota em “qualidade da sala vip” (5), ao lado do Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Com nota 4,3, o terminal do DF teve a melhor avaliação no quesito “limpeza dos banheiros”.

A Inframérica, concessionária que administra o Aeroporto JK, disse que o terminal foi bem avaliado em itens como sala vip, limpeza do aeroporto e dos sanitários, cordialidade dos funcionários e disponibilidade de assentos, e que Brasília ficou com a segunda maior nota entre os quatro aeroportos que recebem mais de 15 milhões de passageiros por ano – atrás apenas de Congonhas, que obteve nota 4,06, e à frente de Galeão e Guarulhos (3,77 e 3,72, respectivamente). O quinto terminal em movimento do país, Confins, em Minas Gerais, também teve nota inferior a Brasília, com 3,81.

“Todos os quesitos avaliados na pesquisa serão estudados para oferecer ao passageiro uma melhor qualidade. No quesito transporte público, que é de responsabilidade do Distrito Federal, o aeroporto entrará em contato com o governo para pedir uma adequação no fornecimento ao terminal”, afirmou a Inframérica.

O secretário de Mobilidade do DF, Carlos Tomé, afirmou que tem conhecimento do problema do transporte para o aeroporto e que vai ampliar a frequência da linha do ônibus executivo. “A secretaria estuda também a implantação do táxi pré-pago que já existe em vários aeroportos do mundo.” Segundo a pasta, a frota de táxi que atende ao terminal é de 1.500 veículos, entre segunda e quarta, e de 650 carros, de quinta a domingo.

Fonte: G1

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Rodoviários do DF fazem carreata em Samambaia para pedir segurança

Crédito da imagem: G1 DF
Saiba +



Rodoviários se concentraram no terminal de ônibus de Samambaia Sul, no Distrito Federal, por volta de 12h desta quarta-feira (28) para realizar uma carreata em direção ao batalhão da PM da região para pedir mais policiamento para proteger a categoria. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, 400 rodoviários e 250 ônibus da Urbi e parte da Marechal que fazem as linhas do Plano Piloto, Samambaia, Ceilândia e Taguatinga deixaram de circular.

Às 14h30, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, João Jesus, disse que havia se reunido com o comando da Polícia Militar e que a corporação se comprometeu a se reunir semanalmente com os trabalhadores. "Vamos ter reunião toda sexta com o comando da PM para discutir onde está a falta de segurança no DF. Vamos trazer ocorrências para eles poderem monitorar onde estão acontecendo assaltos", disse Jesus. Segundo ele, os ônibus vão voltar a circular por volta de 15h30.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que efetuou cerca de 50 prisões no último fim de semana e retirou 28 armas de circulação. Destas prisões, 50% foram de adolescentes que, segundo a PM, já retornaram às ruas.

A categoria reclama que o número de assaltos a ônibus cresceu muito nos últimos dois anos, o que tem preocupado os trabalhadores. Nesta terça, um motorista de ônibus foi esfaqueado durante uma tentativa de assalto na região.

"Nosso companheiro foi assaltado e esfaqueado. Ele vai ficar inválido pelo menos por alguns dias. Não queremos que aconteça com a gente o que aconteceu com ele, muito menos com os usuários de ônibus. Essa manifestação é uma de prevenção da categoria para que não aconteça mais cenas de violência e assalto com a nossa categoria", disse o motorista Antônio Caldas.

"Estamos sofrendo descaso por parte da segurança pública. Não vemos a polícia parando ônibus pelo menos para dar uma olhada dentro. Está perigoso", disse o cobrador Carlos Oliveira de Andrade.

O motorista Sandro Romano diz que espera que o governo tome alguma atitude em relação aos problemas enfrentados pelos motoristas. "Realmente, sem policiamento ostensivo estamos trabalhando com medo. A gota d'água foi nosso companheiro, que está hospitalizado, esfaqueado, sem médico para ser operado", diz. "A gente espera que com o movimento de PM de Samambaia nós de maior apoio."

Com 250 ônibus a menos e as paradas de ônibus cheias, os passageiros enfrentaram dificuldades no deslocamento. "Já liguei para o meu chefe falando que vou demorar. Aproveitei e tirei uma foto para ele poder acreditar, porque semana passada faltei por causa do DFTrans, os cartões não funcionavam, e hoje por causa da carreata dos motoristas", disse a doméstica Rebeca Flor.

"Eu apoio esse ato dos rodoviários", disse a contadora Maria Izabel. "Eles não lutam só pelos direitos deles, e sim os nossos também. Eu ando de ônibus todo dia e sei o quanto é perigoso."

Fonte: G1

Paralisação relâmpago na Samambaia

Imagem: Maykon Roque
Por Maykon Roque

Rodoviários das empresas de ônibus que circulam na cidade-satélite de Samambaia fizeram paralisação relâmpago na manhã desta quarta-feira (28/01). Informações recebidas sugerem que a paralisação é um protesto contra a violência no transporte público na região.

Na última segunda-feira (26), um motorista da empresa URBI foi assaltado e teve seu pulmão perfurado por uma faca. Saiba mais CLICANDO AQUI.
  
O "Brasília Transporte" percorreu algumas áreas da região da Samambaia. Terminal da Samambaia Sul lotado de ônibus, assim como as paradas da cidade. 








Motorista é assaltado e tem o pulmão atingido por facadas

Crédito da imagem: R7 DF
Um motorista de ônibus (da empresa URBI) foi assaltado e esfaqueado em Samambaia (DF), na noite da última segunda-feira (26). Uma das facadas atingiu um pulmão da vítima, que dirigia um veículo que fazia a linha Taguatinga-Samambaia. Quatro homens entraram no ônibus e anunciaram o assalto. O motorista levou cinco facadas, no peito, braços e pernas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do DF, o número de assaltos a ônibus tem aumentado. Em 2013 foram 1.702. Já em 2014, 2.254 crimes do tipo foram registrados, o que representa aumento de 32% neste tipo de crime.

O motorista Wilson Soares trabalha na profissão há 12 anos e diz que já foi assaltado cerca de 30 vezes.

— Motoristas e cobradores estão trabalhando com medo. Sempre tiveram assaltos, mas agora piorou.

Um cobrador de ônibus do transporte público do Distrito Federal, que preferiu não se identificar, reclama do descaso em relação à segurança dos rodoviários.

— A gente vive em total descaso. A família fica preocupada desde a hora que saio até a hora em que chego em casa.

Fonte: R7 DF